Na semana Passada o MP recebeu uma denúncia de desvio de doações para uso político pelo vereador David Almansa, candidato a prefeito de Cachoeirinha

Política

A denúncia contra o vereador, que conforme a reportagem da Band RS é investigada desde o dia 7 pelo Ministério Público, foi apresentada nesta segunda-feira pelo jornalista Alexandre Mota.

Assista a partir do minuto 19 a reportagem de Luiza Schirmer, que abre a matéria sentenciando: “quando a boa vontade virou má-fé”. O vereador ligou para o Boa Tarde RS e entrou ao vivo para dar suas explicações. Há um corte na fala do político no vídeo disponibilizado pela emissora no YouTube.

Veja e, abaixo, sigo.

A Justiça proibiu o vereador David Almansa (PT), de Cachoeirinha, de se aproximar de das testemunhas no inquérito em que ele é investigado por suposto direcionamento de doações aos flagelados. O parlamentar, que também é pré-candidato a prefeito no município, foi alvo de buscas e apreensões determinadas pelo Judiciário no último fim de semana

Esta semana, conforme a policia civil, o vereador Almansa teria procurado testemunhas ligadas à associação de moradores do bairro Vista Alegre a que se destinariam originalmente os donativos enviados pelo governo federal. Os promotores de Justiça suspeitam que o objetivo seria convencer os moradores a dizerem que ele era um legítimo intermediário das doações.

Assustadas, as testemunhas procuraram o Ministério Público. A Justiça determinou que ele seja impedido de se aproximar das testemunhas a menos de 200 metros, sob pena de conversão em prisão preventiva, caso seja descumprida a ordem.

Video de Testemunha fazendo a denúncia, que preferiu não se identificar: